Monstro

Os cientistas vão explicar, os especialistas vão destrinchar, os juristas vão indicar as penas, os políticos vão atacar, os religiosos vão orar, todos vão cumprir seus esperados papéis. Vamos ler, ver, ouvir tudo que nos ajude a acreditar que sabemos quem é o Monstro, onde ele mora, do que se alimenta, como pode ser morto. Vamos torcer por sua morte. Mas o que nos angustia é que, de alguma maneira, percebemos que nada disso impedirá a próxima vez. Em verdade, algo nos diz que essa próxima vez pode estar sendo gestada aqui ao lado, numa conversa que desprezamos, numa calçada qualquer. Não sabemos em que cabeças, em que corações, em que computadores, em que casas, essas notícias vão surtir o efeito que não desejamos e estimular ataques ainda piores e mais imprevisíveis. E é de nossas angústias cegas que o Monstro se nutre.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s