Outras antenas

O artigo do prof. Oswaldo Giacoia Jr. (link abaixo), entre outros méritos, tem o de nos levar a essas duas belas passagens de Nietzsche e Guimarães Rosa. Sempre me chamou atenção, nos grandes filósofos e escritores, a forma como se sentem cercados por grandes perturbações muito antes de ganharem evidência para a maioria da sociedade. Nietzsche falando de pessoas que almoçam olhando para o relógio e boletins da bolsa. Rosa acusando a vida de ser uma doideira. Falam de seu tempo, mas talvez mais ainda do nosso e, de alguma maneira, confirmam que são (ou têm) antenas mais sensíveis, de longo alcance, entre os seus contemporâneos. Só isso já justificaria a leitura atenta, mas sempre tem mais.

 

Nietzsche: “Há uma selvageria pele vermelha, própria do sangue indígena, no modo como os americanos buscam o outro. E a asfixiante pressa com que trabalham – o vício peculiar ao Novo Mundo – já contamina a velha Europa, tornando-a selvagem e sobre ela espalhando uma singular ausência de espírito. As pessoas já se envergonham do descanso. A reflexão demorada quase produz remorso. Pensam com o relógio na mão enquanto almoçam, tendo os olhos voltados para os boletins da bolsa. Vivem como alguém que a todo instante poderia ‘perder algo’. ‘Melhor fazer qualquer coisa do que nada’. Esse princípio é também uma corda, boa para liquidar toda cultura e gosto superior”.

 

Guimarães Rosa: “Ser dono definitivo de mim, era o que eu queria, queria. Existe uma receita, a norma dum caminho certo, estreito, de cada uma pessoa viver – e essa pauta cada um tem –, mas a gente mesmo, no comum, não sabe encontrar; como é que sozinho, por si, alguém ia poder encontrar e saber? Mas esse norteado, tem. Tem que ter. Se não, a vida de todos ficava sendo sempre o confuso dessa doideira que é. A gente quer se afastar de si próprio… pra isso é que o muito se fala. O senhor sabe o que é o silêncio? É a gente mesmo, demais”.

 

Ansiedade sem aplicativo

http://alias.estadao.com.br/noticias/geral,ansiedade-sem-aplicativo,1714488

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s