Alpharrabio Edições 25 anos

20180216_144739

Quando alguém monta um “negócio” que não é voltado para crescer, competir, vencer, ganhar dinheiro etc., a gente tem que explicar direitinho porque afirma que se trata de um caso de absoluto sucesso. É a situação em que me encontro diante dos 25 anos da Alpharrabio Edições, ainda mais porque tive a alegria de ajudar a fazer nascer boa parte das publicações, improvisando, sob a paciente supervisão de Dalila e Luzia, nas funções de preparador, revisor, capista, impressor, carregador, motorista, vendedor, divulgador, resenhista, conselheiro e, de vez em quando, autor. Digo isso porque me orgulho bastante de fazer parte do time, mas também porque jogar nessas posições todas me fez perceber muitas coisas sobre a vida dos livros e, principalmente, sobre a importância desses empreendimentos que exigem novas definições para a ideia de “dar certo”.
E a Alpharrabio Edições definitivamente deu certo: um quarto de século colocando no papel as mais diversas vozes que circulam aqui nas bandas do ABC Paulista (e várias de fora também), de gerações e gêneros diferentes, sempre com o cuidado de abraçar da maneira graficamente mais acolhedora cada texto que chega até ali, no formatão do livro, quando preciso, ou nos múltiplos formatos que dão na telha daquela casa rosada na Eduardo Monteiro: placas, plaquetes, cartazes, dobraduras, costuras, folders e outros “mimos” de papel e tinta de que poucos sortudos devem ter a coleção completa.
Aliás, nunca se tratou de um projeto fechado de coleção, nem de uma editora cujo perfil estivesse previamente planejado e delimitado. Taí outro sucesso da Alpharrabio Edições: a porta aberta, a forma solta, a contribuição do acaso. Dalila, Luzia e toda a equipe que se reveza em torno delas deram à editora uma feição idêntica ao do próprio Alpharrabio como livraria e espaço cultural, porque, numa e noutra, tudo se faz absolutamente contaminado pelo ritmo das chegadas e partidas que ocorreram ali nesses 25 anos. Os diversos selos, coleções e projetos surgidos sob a lona da Alpharrabio Edições representam também os fluxos da livraria e do centro cultural, que, obviamente, vão muito além daquela casa. Não me canso de dizer que o Alpharrabio é uma espécie de constante na produção cultural de uma região, que, a depender do poder público, teria mais descontinuidades do que grandes feitos para registrar nos seus anais. E a Alpharrabio Edições certamente retrata de maneira única o que aconteceu na cultura do ABC desde os anos 1990 (e mesmo antes, porque a editora também teve o cuidado de buscar no passado os textos e histórias que, de outro modo, se perderiam).
Não sei os números da editora, quantos autores e obras publicou, mas posso garantir que não são esses números nem outros com suas cifras que vão dizer da importância de algo que foi criado por pura empolgação e que também por pura empolgação se mantém desde então. Empolgação com quê? Com tudo que esteja ligado ao livro, à literatura, à poesia, às artes, ao pensamento e, mais que tudo, a propiciar encontros, conversas, diálogos, abraços. Assim como há sempre um café e um bom papo esperando quem chega à livraria, na editora também sempre está tudo pronto para permitir a chegada de novos autores, com seus – digamos – caprichos e relaxos, moldando a seu modo o que será o Alpharrabio do dia seguinte.
É difícil imaginar que o amanhã por ali será ainda mais admirável do que tudo que foi feito até aqui, mas, a cada um desses 25 anos, se tem algo que aprendi é que não dá para adivinhar o que virá das prensas mágicas da Alpharrabio Edições. Por enquanto, só posso mesmo repetir meu incansável parabéns-obrigado de leitor e desejar vida longa!

[fb 16/02/2018]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s