Paulinho e a madeira

paulinho

“Mexer com madeira ajuda a criar uma certa ordem interior”. Pego, por acaso, a meio caminho, o documentário sobre Paulinho da Viola. Meu tempo é hoje. Já vi dezenas de vezes. Mas, a cada vez, Paulinho salva o dia. Salva a noite. Penso no peso que o passado joga sobre todas as noites. Penso no peso que o futuro joga sobre todos os dias. Paulinho vem e instaura outro tempo: um outro hoje. Um vão. Paulinho vem com seu elogio da madeira. Do trabalho com a madeira. A paixão por tirar música da madeira e a paixão por tirar outras coisas úteis da madeira. Outras: porque a música ali se faz como um polimento da madeira, como um aperfeiçoamento da e pela madeira. O samba como uma das ferramentas a serviço da madeira. Dar vida ao samba na madeira. Dar vida à madeira no samba. E para além dele. Ajustar a vida à madeira. Ajustar-se no ajuste da madeira. E no ajuste das cordas à madeira. Fazer notas da madeira, deslizar pelos nós da madeira, encontrar-nos na madeira. Não é só cuidar da madeira porque violão. Não só cuidar da madeira porque útil: gaveta, porta, martelo, taco, samba. Cuidar-se no cuidar de algo, criar seu veio no tempo: lição de mestre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s